Publicidade
Autor: Gazeta Central - 29/10/2017 18h50

Nova União: mulher surta, destrói moto, morde irmãos e agride policial com soco na boca

A agressora teve que ser algemada e conduzida no camburão da viatura até a Unisp de Ouro Preto.



Uma auxiliar de serviços gerais, de 36 anos, foi presa no município de Nova União após ter surtado, tentando esfaquear o irmão, agredir o genro e golpear um policial com um garfo e um soco na boca, além de quebrar os vidros de janelas e danificar uma motocicleta. A prisão correu na tarde desta quinta-feira (26), no centro da cidade.



Dois dias antes a mesma mulher teria chegado à cidade, vindo de Porto Velho, apresentando hematomas e arranhões pelo corpo. Alegou aos policiais que teria brigado com o ex-marido e um irmão que ficaram na capital. Disse, em seguida, que procurava a residência de sua mãe, que é cadeirante. Os policiais a levaram até o local informado por ela.

Minutos depois, um dos irmãos da mulher que os policiais acabaram de deixar na casa da mãe ligou informando que ela estaria descontrolada. Ao irem até lá, depararam-se com a mesma que, de posse de uma marreta, danificou a moto de seu irmão e posteriormente quebrou uma estante.

Ao tentar acalmá-la, a auxiliar de serviços gerais desferiu várias mordidas no irmão e, em seguida, passou a jogar pedra e a agredi-lo com um pedaço de madeira. Instantes depois, mordeu um outro irmão e logo saiu para rua, tomando rumo ignorado.

Na tarde desta quinta-feira, a autora das agressões apareceu novamente e foi até uma casa agropecuária onde trabalha seu genro e começou a insultá-lo. Não contente, atirou um tijolo contra ele. Rapidamente, a mulher foi até uma residência, pulou o portão e quebrou os vidros das janelas, vindo a invadir a casa.

Já dentro da residência, passou a juntar alguns objetos sob a alegação de ser a proprietária deles, momento em que a polícia chegou. Ao ser questionada pelos militares, ela pegou uma faca e tentou golpear o próprio irmão, que conseguiu se esquivar. Diante dos fatos, os policiais informaram que a mesma estava presa e que iria ser conduzida até a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), de Ouro Preto do Oeste.

No instante em que estava sendo conduzida até a viatura, a suspeita se apossou de um garfo que estava entre os pertences que ela havia pegado na residência e desferiu um golpe no rosto de um dos policiais, vindo a atingi-lo no queixo. Na sequência, também o acertou com um soco na boca, vindo a lesioná-lo.

Devido a seu descontrole, os militares foram obrigados a utilizar força física para contê-la, instante em que ela rolou pelo chão, precisando ser algemada. A mulher teve que ser conduzida no camburão da viatura até a Unisp, onde foi entregue aos cuidados do comissário de plantão.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade