Publicidade
Autor: Idaron - 02/11/2017 21h32

Edital para processo seletivo do Idaron está aberto


Foi publicado no Diário Oficial do Estado, de 30 de outubro, o cancelamento do certame feito pela Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) para contratação temporária de médicos veterinários para atuarem na inspeção de produtos de origem animal.

De acordo com a Idaron, o processo seletivo simplificado foi cancelado por recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) devido a problemas no recebimento das inscrições. Um novo edital foi publicado hoje (1º) no portal da Agência: http://www.idaron.ro.gov.br/Portal/svConcursos.aspx. Segundo a comissão, os procedimentos do novo processo (Proc. n. 0015.030508/2017-20) poderão ser consultados através do site www.sei.ro.gov.br, no link "consulta processual".

O presidente da comissão do certame, Walmir Ferreira da Silva, explica que a nova comissão é composta por seis servidores da Agência, sendo três para a condução do processo e três médicos veterinários para avaliação dos títulos exigidos.

Uma das correções do novo certame será a inscrição. Segundo o novo edital, a inscrição será via sistema no site da Idaron e os documentos devem enviados por Correios ou entregues pessoalmente ao presidente da comissão na sede da Agência, localizada no Palácio Rio Madeira, das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira. As inscrições podem ser feitas do dia 06 ao dia 10 de novembro.

A contração de 14 profissionais será por tempo determinado de um ano, podendo ser prorrogado por igual período para atuarem em Alta Floresta do Oeste, Ariquemes, Candeias do Jamari, Colorado do Oeste, Guajará-Mirim, Jaci-Paraná, Jaru, Machadinho do Oeste, Nova Dimensão, Presidente Médici, Rolim de Moura, São Francisco do Guaporé e São Miguel do Guaporé. A remuneração será de R$ 2.500,00.

O presidente da Idaron, Anselmo de Jesus, fala que a Agência optou pelo cancelamento do certame por prezar pela transparência. “Nós temos uma demanda grande para a inspeção de produtos de origem animal, que não estamos conseguindo atender. Esses profissionais vão suprir a necessidade até a gente fazer um concurso público”, diz.

O resultado final deve ser homologado em 30 de novembro e a contratação a partir do dia 1º de dezembro.


NOTÍCIAS RELACIONADAS