Publicidade
Autor: Gazeta Central - 28/05/2018 19h53

Movimento dos caminhoneiros em Ouro Preto do Oeste continua e conta com apoio da população

Segundo os caminhoneiros, a paralisação só se encerra quando o governo apresentar uma proposta concreta.


Foto: Gazeta Central

O movimento dos caminhoneiros no estado de Rondônia, assim como em todo o País continua, como no ponto de manifestação no km 387 da BR-364, na Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, que, além de permanecerem em protesto em busca de uma solução concreta por parte do governo em relação à alta do preço do diesel, também vêm contando com o apoio da população.

O ponto de manifestação do km 387, que conta com a participação de cerca de 250 caminhoneiros, vem realizando o protesto de forma pacífica e ordeira, às margens da rodovia federal. A categoria vem tendo o apoio de grande parte dos moradores de Ouro Preto do Oeste que, além de participarem do movimento, também contribuem diariamente com mantimentos.

Água mineral, pães, frutas, arroz, carne, entre outros alimentos, chegam diariamente aos caminhoneiros como forma de apoio. A população do município, em sua grande maioria, declara ser favorável à paralisação da categoria. Alguns sitiantes chegaram a doar vacas e porco para alimentar os grevistas.

Segundo o caminhoneiro Everson Cardoso Dias, eles vêm cumprindo com a determinação imposta pelo Governo, que foi retirar os veículos da BR-364 e até mesmo do acostamento. Os obstáculos colocados na rodovia são para que os motoristas reduzam a velocidade, em razão da aglomeração de pessoas às margens da pista. Essa medida foi orientada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Quanto à paralisação, Cardoso disse que irão permanecer com o protesto até que o governo apresente uma proposta concreta para a categoria e não apenas faça promessas que não possa cumprir. O caminhoneiro destacou o apoio da população, tanto nas manifestações que são realizadas constantemente quanto nas doações de alimentos.

“Este protesto é ordeiro e em prol de toda a população, não somente para os caminhoneiros. Queremos que os brasileiros acordem e se manifestem juntamente conosco contra os preços abusivos, não apenas dos combustíveis, mas de uma maneira geral”, desabafou Cardoso e enfatizou que os veículos pequenos, ambulâncias, ônibus, com medicamentos, cargas perecíveis e ou com animais, bem como caminhões com combustível com escolta estão passando normalmente.

O reflexo

Na cidade de Ouro Preto do Oeste já não há combustível nos postos. Isso fez com que as aulas em algumas faculdades e nas escolas da zona rural fossem suspensas. Órgãos públicos estaduais tiveram que mudar o horário de atendimento em razão da paralisação.

Os serviços de táxi em Ouro Preto do Oeste também já começaram a ser afetados. A frota vem diminuindo a cada dia, conforme o combustível acaba. Já as ambulâncias, viaturas policiais e do Corpo de Bombeiros ainda continuam rodando normalmente.

Comboio

A PRF, com apoio da PM, está realizando periodicamente a escolta de comboios de caminhões-tanque para abastecer os serviços essenciais em algumas cidades do estado de Rondônia.

O governo

Na noite deste último domingo (27), o presidente da República, Michel Temer, anunciou algumas medidas tomadas após ter-se reunido com lideranças dos caminhoneiros. Entre elas, destaque para a redução de R$0,46 por litro de diesel e a tabela com valores mínimos para os fretes rodoviários.

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central

Foto: Gazeta Central


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade