Autor: Gazeta Central - 11/07/2018 16h08

Farmácia Básica de Ouro Preto do Oeste há mais cinco meses não disponibiliza fraldas geriátricas

No início de junho a Administração informou que em até uma semana iria disponibilizar as fraldas, mas a promessa não foi cumprida.


Foto: Gazeta Central


O descaso da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU) com a população da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste chega a ser vergonhoso, a ponto de deixar faltar até mesmo fraldas geriátricas e infantis por mais de cinco meses na Farmácia Básica.

No início do mês de junho, mais precisamente no dia 06, ao produzirmos uma matéria denunciando essa triste situação que vêm enfrentando as crianças, idosos, deficientes e acamados que necessitam periodicamente desse produto, fomos informados pela Administração que já teria sido realizada a licitação para a compra das fraldas e que dentro de uma semana iriam disponibilizá-las.

Passou-se mais de um mês e até a data do dia 11 de julho de 2018, as referidas fraldas não chegaram à Farmácia Básica. E o transtorno e sofrimento das pessoas que não possuem condições de comprá-las continua por mais de cinco meses.

Esse descaso da SEMASAU está fazendo com que as famílias dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), por não possuírem condições financeiras, recorram à Defensoria Pública do Estado para obrigar o município, por meio de ordem judicial, a fornecer as fraldas. Em casos extremos, alguns, por não terem alternativa, pedem dinheiro na rua para conseguir comprar.

Entramos em contato novamente com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Ouro Preto do Oeste, através de e-mail, e até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta.

Relembre o caso

Há mais de 4 meses faltam fraldas geriátricas na Farmácia Básica de Ouro Preto do Oeste


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade