Autor: Gazeta Central - 30/07/2018 02h08

Por falta de material, Ouro Preto continua sem atendimento odontológico pelo SUS

O município também está convocando outro dentista que passou em concurso público.




A população ouropretense continua sendo vítima do descaso da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU) da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, em razão da falta de tratamento odontológico que, por lei, deveria ser disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas que, pela falta de material, não está sendo assegurado como direito.

Após meses e inúmeras reclamações e um procedimento instaurado pelo Ministério Público do Estado de Rondônia (MP-RO), mesmo o atendimento básico não está sendo realizado pela odontóloga que atende em um dos postos de saúde, pelo simples e inaceitável fato de não haver material odontológico.

A odontóloga vem cumprindo seu papel e fazendo o que pode com o que tem. Mas, por não ter à sua disposição no consultório em que trabalha literalmente nada, fica impedida de realizar atendimentos. Com isso, apenas promove ações de saúde bucal nas escolas.

O Município recentemente convocou mais um dentista que passou em concurso público, o que significa que até que o materialodontológico chegue, será mais um profissional pago pelos contribuintes para apenas cumprir horário. Não por culpa dele, mas pela incompetência do responsável pela pasta da SEMSAU.

Contatada, a assessoria de imprensa respondeu, por meio de e-mail, que os materiais odontológicos já foram licitados e que foram empenhados na data de 09 de junho deste mês, e que a empresa vencedora do certame tem até 30 dias para realizar a entrega.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade