Autor: Gazeta Central / Assessoria - 10/10/2018 21h32

Polícia Civil prende suspeito de homicídio ocorrido em 2016 no centro de Mirante da Serra

A vítima, um agricultor, foi executado na manhã do dia 18 de agosto de 2016, por disparos de arma de fogo.




Na tarde desta quarta feira (10), a Polícia Civil de Mirante da Serra cumpriu um mandado de prisão contra o investigado Gedeon Souto Guedes, expedido pela 2ª Vara Criminal de Ariquemes.

De acordo com a Polícia, o paradeiro de Gedeon não era localizado desde 2016, quando teria fugido logo após a suposta prática do homicídio que vitimou o agricultor Luciano Ferreira de Andrade.

Os policiais civis de Mirante da Serra já vinham investigando Gedeon há algum tempo, tendo em vista ser o principal suspeito da morte de Luciano, atuando no suposto crime juntamente com outro suspeito de apelido “Zé Pretinho”, ainda não identificado.

Gedeon foi interrogado na Delegacia de Polícia e negou ter praticado o crime. No entanto, testemunhas reconheceram o investigado nas imagens que foram capturadas nas câmeras de vigilância no momento do crime.

O crime

O agricultor Luciano Ferreira de Andrade, 41 anos, foi executado na manhã do dia 18 de agosto de 2016, por disparos de arma de fogo. O homicídio ocorreu por volta das 11h, na avenida Rio Branco, em frente a uma unidade do Bradesco Expresso, no centro da cidade de Mirante da Serra.



Segundo a polícia, após ter analisado as imagens das câmeras de segurança de um estabelecimento próximo ao local do crime, constatou-se que os suspeitos dos disparos chegaram em uma motocicleta da marca Honda, modelo Titan, de cor vermelha, e a estacionaram a alguns metros da agência correspondente do Bradesco.

Em seguida, a dupla caminhou até a unidade bancária onde Luciano se encontrava e o aguardou do lado de fora. No momento em que a vítima saiu, um dos suspeitos efetuou vários disparos que acabaram ceifando sua vida.

A Perícia Técnica da Polícia Civil informou que foram encontradas seis perfurações na vítima e que, após os trabalhos periciais, liberou o corpo para os serviços fúnebres.







NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade