Autor: Metropoles - 10/09/2020 00h39

Brasileira que fazia medicina na Argentina cai em poço de elevador e morre

Familiares da jovem iniciaram uma campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro e trasladar o corpo ao Brasil




A brasileira Ana Karolina Lara Ferreira Fernandez, de 22 anos, cursava medicina na Argentina e morreu na última sexta-feira (4/8) após cair no poço de um elevador quando estava no prédio de amigos.

Familiares da jovem iniciaram uma campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro e trazer o corpo de Ana Karolina para ser sepultado em Chapadão do Céu, no sudoeste de Goiás, onde a família vive.

A mãe da jovem, Silvana Lara Fernandes, disse ao G1 que ainda tem poucas informações confirmadas do que aconteceu: “O que nos passaram é que ela tinha saído para comemorar uma nota boa em uma prova de patologia, ela estava muito feliz. Quando ia embora, chamou o elevador do 13º andar do prédio, mas não viu que ele não estava no andar e caiu. A gente fica desolado, é uma coisa que não queremos acreditar”.

Liberação do corpo

A mãe de Karolina também afirmou que está providenciando documentos para enviar até a Argentina e conseguir a liberação do corpo, o que ainda não tem previsão de acontecer.

Silvana disse que está recebendo apoio logístico tanto do Itamaraty quanto do Governo de Goiás. “Não sabemos ainda [quando ocorrerá a liberação do corpo]. Com a pandemia tudo se torna mais difícil”, afirmou.

Doações

A família deseja sepultar a filha em Chapadão do Céu. Mas, para que isso aconteça, ela disse que precisa juntar o montante de 5 mil dólares, o que equivale a cerca de R$ 26,8 mil, de acordo com a cotação desta terça-feira (8/9).

Para realizar o sepultamento, duas frentes de doação foram criadas: amigos da cidade goiana criaram uma “vaquinha” on-line; já colegas dela da Argentina postaram contas bancárias para depósitos com o fim de ajudar no traslado.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade