Autor: Gazeta Central - 13/01/2021 21h57

Com apoio de Marcos Rogério, Testoni busca solução para conclusão e entrega das casas do Conjunto Ouro Preto II

O prefeito e o senador visitaram o empreendimento e o parlamentar se comprometeu a interceder e cobrar agilidade junto à Caixa. Alex também propôs que o município assuma o término das obras do conjunto habitacional.


O prefeito Alex Testoni (DEM), com apoio do senador Marcos Rogério, do mesmo partido, busca junto à Caixa Econômica Federal uma urgente solução para a conclusão e entrega das 150 moradias do empreendimento “Morar e Viver com Dignidade”, também conhecido como Conjunto Habitacional Ouro Preto II, localizado próximo ao Parque de Exposições Expo Show Norte, em Ouro Preto do Oeste. Testoni também propôs aos representantes da Caixa Econômica que o município assuma o término das obras do conjunto habitacional, para que as casas possam ser concluídas mais rápido.

Indignado com tamanho descaso com as 150 famílias que aguardam o direito de morar em suas próprias residências, Testoni, desde os primeiros dias de seu mandato, não vem medindo esforços para pôr fim ao sofrimento e angústia dos contemplados com as tão esperadas moradias.

Nesta última segunda-feira (11), o prefeito se reuniu em seu gabinete com o senador e discutiram sobre a problemática do Conjunto Habitacional Ouro Preto II. Logo nas primeiras horas desta quarta-feira (13), Alex e Marcos Rogério foram in loco averiguar a real situação do descaso e abandono em que se encontram as casas. Após constatar a gravidade do problema, o parlamentar se comprometeu a interceder junto à Caixa Econômica Federal para que as casas sejam concluídas e entregues o quanto antes.

Ofício encaminhado à Caixa

Através de oficio endereçado nesta segunda-feira (11) ao superintendente regional de Habitação da Caixa, em Rondônia, Bruce Guerra, Testoni solicitou informações quanto ao orçamento para a finalização do empreendimento e quais requisitos necessários para o término e entrega das referidas casas.

O prefeito destacou a urgência do pedido e lembrou que o empreendimento encontra-se paralisado e, consequentemente, sofrendo deterioração por ação do tempo, bem como com o custo mensal, com a vigilância do local. E manifestou total interesse em formar parceria para a conclusão das 150 moradias.

Resposta da Caixa

Nesta quarta-feira (13), A Caixa Econômica Federal, através da coordenadora de filial e representação de Habitação de Porto Velho, Ercilia Maria Mendes Tomaz, o superintendente regional de Habitação da Caixa, em Rondônia, Bruce Guerra e Mariana Aguilera, superintendente de rede em Rondônia, enviaram oficio respondendo o questionamento feito pelo prefeito Alex Testoni.

No documento, a entidade informa que a Associação de Pequenos Agricultores do Nuar Nova Esperança – APANE, uma OSCIP, abandonou a obra e a Caixa encaminhou a denúncia à Polícia Federal, tendo em vista os motivos do abandono. O empreendimento atualmente está em fase de retomada da obra, vez que uma nova E. O. - Entidade Organizada – Associação Monte Cristo está em fase final de seleção e encontra-se em análise de documentação da empresa RVA Comércio e Serviços de Construção, a qual fez a proposta no valor de R$ 2.698,957,01 para a conclusão das obras e legalização do empreendimento.

Consta no oficio que será necessário o pedido de aporte ao Ministério do Desenvolvimento Regional – MDR, tendo em vista que o saldo do contrato não será suficiente para a conclusão da obra. Também foi citado que alguns serviços que deveriam ser realizados pela Prefeitura Municipal não foram executados.

Diante da crítica situação e da inevitável demora da conclusão da obra das casas, caso fique a cargo da Caixa, Testoni informou que propôs aos representantes da Caixa que o município possa assumir o término da referida obra deste empreendimento do Conjunto Habitacional Ouro Preto II. O prefeito frisou que sua proposta será analisada pela entidade e que, caso seja aceita, irá formalizar.

Prefeito Alex Testoni e senador Marcos Rogério


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade