Autor: Gazeta Central - 20/01/2021 17h09

Jojo da Saúde e Robinho emitem nota de repúdio a exclusão do beneficio indenizatório aos enfermeiros

O manifesto refere-se à exclusão de profissionais de enfermagem do benefício indenizatório do Estado, que contempla apenas os médicos que atuam na linha de frente de combate ao novo coronavírus.


Alcinei - Jojo da Saúde (PDT), e Robinho (PV)


Os vereadores da Câmara Municipal de Ouro Preto do Oeste, Alcinei - Jojo da Saúde (PDT), e Robinho (PV), emitiram nota de repúdio pela exclusão dos profissionais de enfermagem previstos no Projeto de Lei 927/2021, do Governo do Estado, que dispõe sobre a criação da verba indenizatória temporária aos médicos que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus.

Os parlamentares destacaram que a enfermagem é imprescindível no trabalho de prevenção e combate ao novo coronavírus e que os profissionais da saúde são, por sua atuação, importantíssimos para assegurar a manutenção da saúde de um povo.

Enfatizaram também que os profissionais e os trabalhadores de saúde envolvidos direta e indiretamente no enfrentamento à pandemia estão expostos cotidianamente ao risco de adoecer pelo coronavírus. Ressaltaram ainda que a força de trabalho determina formas diferentes de exposição, tanto ao risco de contaminação quanto a fatores associados às condições de trabalho.

Os edis Jojo da Saúde e Robinho, ao intercederem pelos profissionais da área da enfermagem, fizeram questão de frisar que jamais se calarão diante dessa afronta à atuação da enfermagem em prol da saúde do povo de Rondônia, especificamente de Ouro Preto do Oeste. E que irão cobrar junto ao Governo do Estado e Assembleia Legislativa de Rondônia a ampliação do beneficio a esses profissionais.

A nota de repúdio também foi assinada pelos vereadores André Henrique (PV), Rosária Helena (PROS), Eudes Venâncio (MDB) e Graucimar (DC).



NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade