Autor: Anderson Scardoelli / Revista Oeste - 16/02/2021 02h07

Inglaterra impõe quarentena a quem chega do Brasil

Brasileiros terão de ficar isolados em hotel por 14 dias




O Brasil e mais 32 países entraram para a “lista vermelha” da Inglaterra, informa o portal DW. A partir desta segunda-feira, 15, viajantes brasileiros (e de outras localidades) serão obrigados a cumprir período de quarentena ao desembarcar em solo inglês. Eles terão de permanecer por 14 dias isolados em hotel.

Esses viajantes não ficarão em qualquer estabelecimento, ressaltam autoridades inglesas. Eles serão encaminhados para hotéis montados especificamente para estrangeiros em período de quarentena sumária. Durante o confinamento, as pessoas serão monitoradas. De acordo com o governo local, a intenção é tentar conter o contágio na Inglaterra por diferentes variantes do coronavírus, como as identificadas no Brasil e na África do Sul.

Por meio de nota divulgada à imprensa, o ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, defendeu a adoção da medida. Para ele, a ação ajudará a “impulsionar o sistema de quarentena e fornecer uma nova camada de segurança na fronteira contra as novas variantes”.

A imposição de confinamento ocorre no momento em que o Reino Unido aparece, na quinta posição geral, na lista de países com mais mortes por covid-19 por milhão de habitantes. A proporção de óbitos por milhão de habitantes em decorrência da doença está em 1.720, conforme mostra o painel atualizado diariamente pela equipe do site da Revista Oeste. Um dos alvos da nova medida, o Brasil nem aparece no top 10 do ranking de mortes por milhão.

Voos cancelados
Enquanto a Inglaterra obriga brasileiros a cumprir isolamento social, a Itália decidiu prorrogar a proibição de voos do Brasil. Também tendo o combate à covid-19 como justificativa oficial, a restrição foi anunciada em 16 de janeiro. No último dia 30, ela foi renovada. E agora, mesmo depois de mudança de primeiro-ministro, o país europeu prorrogou novamente a restrição a voos do Brasil, conforme destaca a agência de notícias Ansa.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade