17/07/2018 08h34

Netflix anuncia 'Super Drags', sua primeira série animada brasileira

A Netflix está realmente investindo em produções originais brasileiras e, após o anúncio da segunda temporada de O Mecanismo e a nova Ninguém Tá Olhando, a plataforma de streaming anunciou nesta quinta-feira, 31, a sua primeira animação brasileira, Super Drags.

A série de cinco episódios que deve estrear no segundo semestre de 2018 traz as aventuras de Patrick, Donny e Ramon, três jovens que, de dia, trabalham em uma loja de departamento e têm uma vida comum. Porém, à noite, eles liberam suas divas internas e se transformam em Lemon Chiffon, Safira Cian e Scarlet Carmesim, três fabulosas Super Drags que foram recrutadas para reunir a comunidade LGBT como super-heroínas.

Os episódios têm criação de Anderson Mahanski, Fernando Mendonça e Paulo Lescaut e produção da Combo Estúdio. "Nós, da Combo Estúdio, estamos muito felizes por começar essa parceria com a Netflix. Quando Nostradamus disse que o mundo seria salvo por super heroínas drag queens, ninguém acreditou, só a gente. E trabalhar com animação no Brasil é muito difícil. Foram quase três anos nos alimentando de macarrão instantâneo e esperança. Graças à Netflix podemos levar a animação brasileira e principalmente a representatividade LGBTQ para os 190 países que têm acesso ao serviço. E sonhar com um mundo onde os gays podem arrebentar os bandidos, e não o contrário.", declara Marcelo Pereira, produtor executivo de Super Drags.

"Estamos entusiasmados que a nossa primeira animação brasileira vai apresentar aos nossos espectadores o mundo ousado, escandaloso e fabuloso de Super Drags! A Netflix tem a sorte de investir em grandes talentos de animação do Brasil, trazendo a traço vibrante da Combo e o humor ácido de nossos produtores para as belas e as telas de todos os cantos", disse Chris Sanagustin, Diretora de Conteúdo Original Internacional.

Por: Estadão

Visitas: 1327

MAIS VÍDEOS

Ex-moradora de Gov. Jorge Teixeira volta a se encontrar com a filha após ter sido separada por 58 dias por Leis de imigração nos EUA

Depois de muita angustia ao ser detida pelo Governo dos Estados Unidos e ser separada de sua filha por 58 dias, Natalia Oliveira, finalmente se reencontrou com a filha Sara, de 05 anos. Natalia é bras

Vídeo mostra gravidade de incêndio no Denarc da Capital

Levantamento inicial realizado por policiais civis revela que pelo menos 30 veículos, além de uma carreta, foram destruídos pelo incêndio da tarde desta terça-feira no pátio do Departamento de Narcóti