Autor: Queren Pessoa - 27/08/2020 19h58

AMOR




Amo você!

Acredito que assim como eu, você já falou essa frase inúmeras vezes. Mas, será que você conhece o amor genuíno ou apenas uma imitação barata?

Nesse momento você deve estar se perguntando: Como eu faço para distinguir?

A bíblia tem uma conceituação bem ampla e profunda sobre o amor, que foi escrita pelo apóstolo Paulo e se encontra em 1 Coríntios 13.4-7, qual seja:

“O amor é paciente e bondoso. O amor não é ciumento, nem presunçoso. Não é orgulhoso, nem grosseiro. Não exige que as coisas sejam à sua maneira. Não é irritável, nem rancoroso.
Não se alegra com a injustiça, mas sim com a verdade. O amor nunca desiste, nunca perde a fé, sempre tem esperança e sempre se mantém firme”.

Esse texto, por inferência, diz-nos que o amor transcende a compreensão do amor idealizado pelos enamorados, pois exige fé, ancora-se na esperança, busca forças para suportar e, o principal, jamais acaba.

Logo, o amor genuíno se ampara na decisão de percorrer um caminho repleto de empenho, renúncia, perdão e uma disposição do coração e da mente para buscar o bem do outro, caso contrário é apenas uma imitação barata.

(Queren Pessoa)



COLUNAS RELACIONADAS