Autor: Carlos Amante - 10/01/2022 15h01

Valorização das opiniões do cidadão da base de sustentação




Times de futebol, torcidas organizadas e os seus torcedores avulsos, não se entendem, brigam, se esfolam, até matam por seus clubes. Pessoas comuns, faccionam-se, em defesa de ideias e organizações que nem se quer sabem que estas pessoas existem. E eles estão lá, brigando, enfrentando perigos, sendo presos, ostentando orgulho, apenas por serem torcedores fanáticos. Ninguém deseja um resultado humanitário, o que interessa é a vitória do seu time.

Aos outros o mal, a derrota deles, é o meu prazer. A maior derrota do ser humano, é ter sentimentos faccioso em seus atos e ações. Por isso, se usa a famosa frase, “o quanto pior melhor”. A quem interessa essa tragédia cultural, nestes tempos modernos? Hoje, se comenta muito sobre esquerda e direita na política. Porém, o que se vê, são dois lados, duas torcidas, cada um desejando o pior para o outro.

Seria muito mais coerente para o bem de todos, se as partes fossem capaz de assenta-se em mesa redonda, de forma democrática para discutir assuntos e opiniões de interesse do povo. A ausência destas ações na política administrativa, tem demonstrado o quanto são despreparados, mal educados e incapazes de se entenderem no papel de lideranças. O povo precisa ficar atentos, em relação a valorização das opiniões do cidadão da base de sustentação.Aqueles que elegem, essa gente.

Carlos Amante



COLUNAS RELACIONADAS