Autor: Gazeta Central - 27/04/2017 22h35

Ouro Preto: Secretaria de Educação promove ação preventiva contra os riscos do jogo Baleia Azul

Os servidores serão capacitados a orientar pais e alunos sobre o perigo desse desafio online.


Foto: Gazeta Central Coordenadora pedagógica Taíse Rosa Vieira Lage, psicóloga Márcia Daisy da Silva

A repercussão em nível nacional provocada pelos efeitos causados aos participantes do jogo Baleia Azul, principalmente as crianças e adolescentes, fez com que a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (SEMECE) da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste tomasse medidas preventivas para orientar quanto aos riscos desse desafio online que estimula a automutilação e até mesmo o suicídio.

De acordo com a coordenadora pedagógica Taíse Rosa Vieira Lage, a partir da próxima terça-feira (2) a SEMECE iniciará uma série de encontros junto às equipes gestoras, profissionais de apoio, administrativos e professores das escolas do 3° ao 5° ano.

“Esses servidores serão orientados pela psicóloga Márcia Daisy da Silva quanto à forma com que irão abordar este assunto tão importante e preocupante junto aos pais dos alunos e, posteriormente, os alunos”, explicou à coordenadora.

Segundo a psicóloga, a intenção nesses encontros será de formar multiplicadores, no caso os servidores, que irão lidar diretamente com os pais das crianças e também com os próprios alunos. “Estes servidores estarão aptos a orientar os pais dos alunos sobre como proteger seus filhos desse jogo e, da mesma forma, orientar os alunos sobre o perigo e como evitar o desafio”, frisou Márcia.

No primeiro momento, os servidores irão se reunir com os pais dos alunos. Eles serão orientados a monitorar seus filhos, principalmente em suas atividades pela internet, além de observar suas atitudes, buscando sempre o diálogo. Posteriormente, a ação será voltada diretamente aos alunos, por meio de discussões de conscientização dentro das salas de aula, alertando-os a não embarcar nesse tipo de jogo.

Taíse relatou que até o presente momento não houve registro de que alunos da rede municipal teriam participado desse jogo. O Programa Educacional de Resistência às Drogas – PROERD, já vem desenvolvendo o trabalho de conscientização junto aos alunos em relação aos perigos do jogo Baleia Azul.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade