Autor: Gazeta Central - 07/01/2018 13h56

Ouro Preto: motociclista empina moto em frente à viatura, é perseguido, leva tiro de borracha, cai e é detido

O jovem fez uma aposta com amigos, na qual teria coragem de empinar a moto em frente à viatura, próximo ao quartel.


Foto: divulgação

A frase “a gente morre e não vê de tudo” aplica-se perfeitamente a um jovem motociclista de 19 anos que, na madrugada deste sábado (6), teve a péssima ideia de apostar com os amigos que teria coragem em empinar sua motocicleta em frente a uma viatura policial, próximo ao quartel da Polícia Militar, na Estância Turística de Ouro Preto do Oeste.

Ele até que ganhou a aposta. Porém, a insana brincadeira acabou saindo muito caro ao irresponsável motociclista, que terminou sendo detido após uma intensa perseguição por oito ruas da cidade que colocou em risco a vida não só dele, mas também de terceiros.

Além de ter sido atingido nas costas por um disparo de bala de borracha, o jovem sofreu vários ferimentos ao cair e contabilizou um enorme prejuízo causado pelos danos a sua motocicleta. Sem falar nas multas que foram aplicadas. E olha que não foram poucas.

O condutor foi entregue ao comissário de plantão na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) e a motocicleta, uma Honda Fan 150, de cor prata, placa NDP-5949, registrada em Ouro Preto do Oeste – RO, conduzida ao pátio da 7ª Ciretran.

Como aconteceu

Segundo a polícia, ao saírem do quartel na madrugada deste sábado (6), depararam-se com uma pessoa empinando e realizando arrancadas bruscas, derrapagem e frenagem em uma motocicleta. A partir daí iniciou-se uma perseguição que se estendeu por oito ruas da cidade. Durante o trajeto, mesmo com a sirene e o giroflex ligados e os policiais dando ordem de parada, o motociclista não obedeceu.

Foram realizados seis disparos de calibre 12, de munição antimotim, sendo que um deles atingiu as costas do condutor, próximo ao ombro. Mesmo assim, ele continuou a fuga, que só terminou no cruzamento da rua Aluízio Ferreira com a avenida Governador Jorge Teixeira. Ao tentar passar em alta velocidade, bateu em uma valeta e acabou caindo.

A aposta

Segundo consta na ocorrência policial, o motociclista confirmou que havia feito uma aposta entre os amigos para ver quem teria coragem de empinar a motocicleta em frente à viatura e próximo ao quartel da Polícia Militar.

O prejuízo

Além de ter que gastar com medicamentos em decorrência dos ferimentos nos pés, pernas, braços, mãos e costas, causados pela queda, também vai pagar as multas oriundas das diversas infrações que cometeu durante a fuga. Há também o custo das avarias causadas na motocicleta, que ficou com a frente bastante destruída pelo forte impacto da queda.

A Justiça

Além das multas, custas com os danos no veículo, o motociclista também terá que prestar contas com a Justiça pelo fato de ter sido enquadrado por direção perigosa.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade