Autor: Viva Bem - 02/02/2018 08h58

Cientista diz que nadar é o melhor exercício para a saúde; veja outros 4


Correr longas distâncias é uma maneira rápida e eficaz para entrar em forma e ter mais saúde, certo? Parece não ser bem assim, de acordo com uma professora de medicina e epidemiologia da Faculdade de Medicina de Harvard (EUA), chamada I-Minlee.

Se, além de perder peso, a ideia é aumentar a massa muscular, fortalecer os ossos e proteger o coração e o cérebro, a especialista aponta que existem atividades físicas melhores do que essa. Isso porque correr uma maratona não faria bem para as articulações, muito menos para o sistema digestivo.

A proposta de atividades esportivas inclui cinco exercícios, que estão em um produto da Harvard Medical School chamado "Starting to Exercise".

Imagem: Getty Images

Nadar

Seria o "exercício perfeito". Além de trabalhar quase todos os músculos do corpo, a natação eleva a frequência cardíaca e pode melhorar a saúde do coração. A atividade ainda libera substâncias (neurotransmissores) que protegem o cérebro da deterioração relacionada à idade. Nadar regularmente, entre 30 e 45 minutos, ajuda a combater a depressão, eleva o estado de ânimo e ainda diminui o estresse, entre outros benefícios.

Imagem: Luca Bruno/AP

Tai Chi Chuan

A arte marcial chinesa combina uma série de movimentos delicados e fluídos, para criar uma espécie de meditação em movimento. Precisa ser praticado de forma lenta e suave, com um alto grau de concentração, fazendo o participante respirar de maneira profunda. Como são os próprios praticantes que definem o ritmo, se torna acessível, independentemente da idade ou da condição física. Funciona bem para os mais velhos, pois o equilíbrio é um componente importante da condição física e algo que perdermos com o avançar da idade.

Imagem: Getty Images

Treinamento de força

Pode ser feito com o peso do próprio corpo ou com halteres, aparelhos de musculação, barras, elásticos... Melhora a força muscular, previne lesões e ativa o metabolismo. Todo mundo pode e deve fazer esses exercícios, obviamente que de forma adaptada para cada caso: na terceira idade, o treino de força ajuda no combate a vários problemas comuns, como dores nas costas e nos joelhos, osteoporose e sobrepeso.

Imagem: iStock

Caminhada

Vários estudos sugerem que caminhar durante pelo menos 30 minutos, mesmo em ritmo moderado ou pausado, pode trazer benefícios tanto para a mente quanto para o corpo. No caso de pessoas com depressão severa, o exercício ainda pode contribuir para uma redução clinicamente importante da doença. Isso porque a atividade libera substâncias que turbinam o humor. O exercício ainda melhora o sistema cardiovascular e ainda pode ajudar a fortalecer a parte inferior do corpo nas pessoas mais velhas ou que têm pouca condição física.

Imagem: Getty Images

Exercícios de Kegel

Importante para homens e mulheres, ajudam a fortalecer a região pélvica. Conforme envelhecemos, essa parte do corpo, que inclui o útero, a bexiga, o intestino delgado e o reto, se fragiliza. Manter esse conjunto com resistência traz benefícios como o de evitar incontinência urinária. A forma correta de fazê-los, segundo Harvard, é comprimir os músculos usados para segurar a urina ou os gases durante dois ou três segundos, soltar e repetir 10 vezes --e isso, de quatro a cinco vezes por dia.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade