Autor: Alexandre Araújo / Ouro Preto Online - 25/11/2021 09h54

Ronaldo da Sul Frio de Ouro Preto do Oeste é homenageado pela ALE/MT

O conselheiro regional membro do CRT-01, José Ronaldo Costa da Silva o conhecido Ronaldo da Sulfrio, empresário de Ouro Preto do Oeste, foi homenageado na Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso – ALE/MT.




O conselheiro regional membro do CRT-01, José Ronaldo Costa da Silva o conhecido Ronaldo da Sulfrio, empresa com sede no município de Ouro Preto do Oeste, foi homenageado esta semana na Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso – ALE/MT.

O deputado estadual Valdir Barranco (PT), na tarde da última segunda-feira (22), realizou a entrega de 73 Moções de Aplausos e uma Moção de Pesar para Técnicos e Técnicas Industriais de vários Estados do Brasil. Na abertura da Sessão Solene, o parlamentar destacou a importância e a relevância do trabalhos desses profissionais para o crescimento pujante e contínuo do estado e do país.

“No momento em que o país passa por uma crise muito grande e desemprego aterrador, nós temos que valorizar aqueles e aquelas que são responsáveis por alavancar o país em momentos de crise, principalmente porque são técnicos que atuam nos mais diversos setores como: construção civil, edificação, infraestrutura, ecossistema, meio ambiente. Com as mais variadas formações, eles e elas são atores principais e fundamentais para a retomada de Mato Grosso e do Brasil, afirmou o parlamentar.

O vice-presidente do Conselho Regional de Téc. Industriais – 1ª Região, Marcelo Martins Guimarães, usou a fala no Plenário Renê Barbour para agradecer a homenagem do deputado, e dizer o valor e a pertinência que os profissionais técnicos tem e merecem ter, devido aos seus trabalhos, para a escalada exponencial do país.

“Essa homenagem prova, mais uma vez, a importância e a grandiosidade da profissão do técnico industrial. É o reconhecimento da sociedade mato-grossense à essa profissão. Nós recebemos essa homenagem do deputado Barranco e da Assembleia Legislativa com muita satisfação, orgulho e carinho”, disse o vice-presidente do CRT-MT.

O conselheiro federal Ronaldo da Sulfrio, afirmou na ocasião que estava bastante agradecido pela homenagem recebida e agradeceu ao deputado estadual Valdir Barranco pela propositura que foi aprovada pelos demais membros da ALE/MT. Enfático em suas palavras Ronaldo da Sulfrio disse que espera que outros estados da federação através das instituições representativas do povo siga o exemplo dos deputados estaduais mato-grossenses e desta feita homenageie os técnicos profissionais que estão lida do dia a dia sempre dando o melhor de si. “Fica aqui o meu registro de agradecimento ao nobre deputado Valdir Barranco e seu pares pela exemplar propositura o que nos faz sentimos lisonjeados e ao mesmo tempo com a certeza que a nossa classe de técnicos somos importante para a construção de uma sociedade participativa que acredita cada vez mais em um país de todos”, disse o conselheiro Ronaldo da Sulfrio, que exerce uma forte liderança na classe, sendo um nome respeitado por ser uma voz ativa em defesa dos anseios da categoria.

Lembrando que a profissão de técnico industrial foi regulamentada, no Brasil, em 1968, através da Lei nº 5.524. Enquanto os Conselhos Regionais foram regulamentados somente em 2018, onde uma das grandes lutas da categoria, até hoje, é a busca por um piso salarial melhor do que eles e elas ganham atualmente. Segundo o vice-presidente Marcelo Martins, os técnicos ainda não tem um piso definido em Lei. “Hoje, o que nós técnicos temos são as convenções coletivas decididas juntamente com os sindicatos, que baseia o salário médio em torno de R$ 3 mil reais”, explicou.

Mas a luta por uma remuneração melhor já está posta à prova com o Projeto de Lei nº 1710/2019, já tramitando no Senado Federal, que regulamenta o piso salarial profissional de técnicos de nível médio, inscritos nos Conselhos Regionais de Técnicos Agrícolas e nos Conselhos Regionais de Técnicos Industriais, de R$ 4.990,00 (quatro mil, novecentos e noventa reais), equiparando parte da remuneração aos engenheiros.

“Apoio e reafirmo a minha posição sobre o piso salarial dos técnicos e técnicas do Brasil. Temos de continuar essa discussão pelo fortalecimento dessa luta pelo piso, o que é absolutamente fundamentado devido aos trabalhos que eles exercem e, portanto pela garantia que lhes devem ser confiados através da Legislação”, defendeu Barranco.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade