Autor: Juan Rodrigues / ge - 26/11/2021 17h57

Zezinho de Ouro Preto do Oeste, enfrenta viagem de mais de 4 mil km para acompanhar mais uma Libertadores do Flamengo

Ao total, ao chegar na capital uruguaia serão 4.546 km percorridos para acompanhar a final contra o Palmeiras


Zezinho de Ouro Preto e delegação ao chegar em Porto Alegre — Foto: Arquivo Pessoal


Um amuleto na terceira idade. José Moreira, o Zezinho de Ouro Preto, enfrenta dores na lombar para poder acompanhar mais uma Libertadores do Flamengo. Desde injeções, até um colete especial, que está utilizando, não foram motivos para deixar de acompanhar o rubro-negro de perto.

Zezinho saiu de Rondônia, viaja enquanto toma medicamentos para aliviar o quadro médico mas a motivação de ver o rubro-negro campeão moveu o deslocamento até o Uruguai.

Nessa peregrinação, está com ele o filho Rondinelly Moreira, que ganhou nome em homenagem e mais dois amigos, Afonso Henrique e Rayne Andrade Freire.

De Ouro Preto do Oeste para a final da Libertadores — Foto: Google Maps


Parte da “delegação”, saiu de Ouro Preto do Oeste (RO) para a capital rondoniense. De lá, eles saíram juntos de Porto Velho na terça-feira (23) e foram rumo a Montevidéu, no Uruguai para decisão com o Palmeiras. Ele já acompanhou a primeira, em 1981, e a segunda liberta, em 2019, ganha pelo clube e está confiante que voltará em festa pelo tri.

– É muita ansiedade e apreensão. Inclusive não estou bem de saúde, problemas na coluna, mas Deus fez com que eu me medicasse e conseguisse fazer a viagem. Esperamos ter forças para levantar a taça e trazer outra pra nós – enfatiza.

Zezinho Ouro Preto, flamenguista — Foto: Rhayne Andrade


Para que isso acontecesse, os acompanhantes de viagem bolaram uma estrutura de apoio ao Zezinho. Nas paradas, eles asseguram que ele tome as cinco injeções (no período) que lhe foram receitadas. No aeroporto lotado de vermelho e preto na capital rondoniense, ganharam força e encontraram ajuda uns para os outros.

– Ele travou geral, está usando um colete especial que o médico pediu pra ele adquirir para a viagem. Estamos tratando muito bem ele. Ele é nosso amuleto. Já deu sorte antes e quis vir. Estamos cuidando totalmente dele. É bom para manter a cabeça ativa. Ele está devagarinho mas chegará. No aeroporto, encontramos mais flamenguistas o que deu mais força ainda. Então, mantivemos contato para que todos chegassem em segurança – finaliza.

No planejamento de viagem dos flamenguistas está a chegada ao Uruguai nesta sexta-feira (26) no que eles chamaram de caravana dos urubus.

Flamengo e Palmeiras decidem a Libertadores da América no sábado, às 17h (de Brasília), no Centenário. Quem vencer, se tornará tricampeão da competição.


NOTÍCIAS RELACIONADAS



Publicidade